O Portal do Empreendedor: Facilitando a Formalização e o Crescimento dos Microempreendedores

Conheça as funcionalidades do Portal do Empreendedor, sua porta de entrada par o mundo da formalização e seus benefícios.

Sandro Torrecillas

Portal do Empreendedor - Fonte Canva.

O Portal do Empreendedor é uma plataforma online criada pelo governo brasileiro em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e a Receita Federal do Brasil.

Essa ferramenta é especialmente voltada para os Microempreendedores Individuais (MEIs), fornecendo serviços e informações essenciais para auxiliá-los na formalização de seus negócios e no cumprimento de suas obrigações fiscais e tributárias.

Formalização Simplificada e Orientações Abundantes

O principal propósito do Portal do Empreendedor é simplificar o processo de formalização para os MEIs.

Através dele, os empreendedores individuais podem se cadastrar facilmente, emitir guias de pagamento de impostos e contribuições, realizar a declaração anual de faturamento e obter informações importantes sobre suas obrigações e benefícios.

O portal oferece um passo a passo claro para o registro do MEI, com orientações detalhadas sobre cada etapa do processo de formalização.

Além disso, disponibiliza informações claras sobre as atividades permitidas para essa categoria empresarial e os requisitos que o empreendedor deve atender para se tornar um Microempreendedor Individual.

Serviços Disponíveis para os MEIs

O Portal oferece uma variedade de serviços úteis aos MEIs, incluindo:

Pagamento de Contribuição Mensal e Parcelamentos: Através de um boleto simples, os MEIs podem realizar o pagamento de seus impostos mensais de forma rápida e prática. O pagamento é unificado, englobando o INSS, ICMS e ISS, o que simplifica a gestão financeira do microempreendedor.

Declaração Anual de Faturamento: O MEI deve enviar anualmente a Declaração Anual de Faturamento (DASN-MEI) para declarar seus rendimentos. Essa declaração é obrigatória e deve ser feita até o último dia de maio de cada ano.

Consulta de Débitos: Os MEIs podem consultar débitos tributários com a União e débitos inscritos na dívida ativa do FGTS. Essa consulta é fundamental para que o empreendedor possa regularizar sua situação fiscal e evitar problemas futuros.

Domicílio Tributário Eletrônico do Simples Nacional e MEI (DTE): O serviço permite ao MEI consultar comunicações eletrônicas enviadas pela RFB, Estados, Municípios e Distrito Federal. Essas comunicações podem conter informações importantes sobre obrigações fiscais e tributárias.

Programa CRED+: Facilita o acesso a serviços financeiros para os microempreendedores, como conta corrente PJ, máquina de cartão e crédito para investimentos e capital de giro. Esse programa visa impulsionar o crescimento dos pequenos negócios, oferecendo condições especiais e acessíveis.

Portal do Empreendedor
Portal do Empreendedor

Quer ser MEI? Conheça os Requisitos

O MEI é uma excelente opção para quem deseja formalizar um pequeno negócio. Para se tornar um MEI, é necessário atender aos seguintes requisitos:

Faturamento anual de até R$ 81.000,00;

Não ser sócio ou titular de outra empresa;

Exercer uma das atividades econômicas permitidas para a categoria;

Ser maior de 18 anos ou emancipado.

Além disso, é imprescindível estar em dia com as obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas para manter a empresa regularizada.

Formalização e Cadastro no Portal do Empreendedor

Para se tornar um MEI, o empreendedor deve acessar o Portal do Empreendedor e realizar o cadastro. O processo é simples e intuitivo, guiando o usuário passo a passo. Basta fornecer informações pessoais, como CPF, data de nascimento e endereço, além de selecionar a atividade econômica que será exercida.

Após o cadastro, o MEI obtém imediatamente o número do seu CNPJ e registro na junta comercial, sem a necessidade de encaminhar documentos adicionais.

Caso deseje, o empreendedor pode contar com o auxílio de empresas de contabilidade que estejam enquadradas no regime tributário do Simples Nacional. Essas empresas oferecem a formalização e a primeira declaração anual sem custo.

Obrigações e Custos Mensais

Ao se tornar um MEI, o empreendedor deve cumprir algumas obrigações mensais para manter sua empresa regularizada. O pagamento da contribuição mensal é essencial e engloba o INSS, ICMS e ISS, com valores atualizados anualmente.

Além disso, é obrigatório o pagamento de um valor fixo por mês para o Estado ou Município, dependendo da atividade do MEI.

É fundamental que o empreendedor esteja atento aos prazos de pagamento, que geralmente ocorrem até o dia 20 de cada mês. O atraso no pagamento pode gerar juros e multas, prejudicando o microempreendedor.

Por isso, o Portal do Empreendedor permite a geração do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), que pode ser impresso em qualquer computador com acesso à internet e pago em qualquer rede bancária ou casa lotérica.

Atualização e Encerramento do MEI

É importante que o MEI mantenha seus dados cadastrais atualizados, caso ocorram mudanças na empresa ou no endereço. Para isso, basta acessar a área de atualização de Dados Cadastrais do MEI no Portal e realizar as modificações necessárias.

Caso o empreendedor deseje encerrar suas atividades como MEI, o Portal também oferece essa possibilidade.

A solicitação de baixa da inscrição pode ser realizada na página de “Solicitação de Baixa do MEI”. É importante lembrar que, ao realizar a baixa, o MEI não pode possuir débitos pendentes, incluindo a entrega da Declaração Anual de Faturamento.

Parcelamento de Débitos

Em caso de dívidas tributárias acumuladas, o MEI tem a opção de parcelar seus débitos em até 60 meses. Essa medida permite que o empreendedor regularize sua situação fiscal e evite problemas com a Receita Federal.

O parcelamento pode ser feito de forma automática, com débito automático em conta corrente, ou através da emissão de guias de pagamento mensais.

É importante destacar que, ao optar pelo parcelamento, o MEI estará sujeito ao pagamento de juros e multas, calculados sobre o valor total da dívida. Por isso, é recomendável que o empreendedor procure regularizar suas obrigações o mais breve possível para evitar acúmulos de débitos.

Portal do Empreendedor - Fonte Canva.
Portal do Empreendedor – Fonte Canva.

Vantagens do Portal do Empreendedor

O Portal do Empreendedor é uma ferramenta indispensável para os MEIs, pois oferece diversas vantagens, tais como:

Menos burocracia: A plataforma simplifica o processo de formalização e oferece diversos serviços online, reduzindo a burocracia e facilitando a gestão do negócio.

Informações confiáveis: Como um portal do Governo Federal, todas as informações são seguras e atualizadas, proporcionando ao empreendedor acesso a orientações precisas e confiáveis.

Facilidade de acesso: O Portal pode ser acessado de qualquer lugar e a qualquer hora, através de qualquer dispositivo com acesso à internet, tornando o processo mais ágil e conveniente para o empreendedor.

O Portal do Empreendedor é uma ferramenta fundamental para os Microempreendedores Individuais no Brasil.

Com uma abordagem focada na simplicidade e praticidade, a plataforma facilita a formalização de negócios e oferece uma série de recursos essenciais para a gestão adequada de empresas nessa categoria.

Ao disponibilizar serviços variados e informações detalhadas, o Portal incentiva o crescimento e a regularização dos MEIs, contribuindo para o fortalecimento do empreendedorismo no país.

Portanto, é imprescindível que os microempreendedores utilizem essa valiosa ferramenta para alavancar seus negócios e alcançar o sucesso em suas jornadas empreendedoras.

Photo of author
Trabalhador no ramo financeiro há 20 anos diretamente e há quase 30 indiretamente. Formado em Gestão Pública. Cetificado CPA20. Ajudo pessoas a entender e organizar suas finanças.